terça-feira, 9 de agosto de 2016

Como enxergar espíritos

Aprenda a enxergar espíritos e seres do plano astral. Técnica de clarividência para observar manifestações do campo astral e enxergar os seres astrais nas mais variadas formas de percepções visuais.


O espírito é a parte consciencial do nosso ser. Podemos dizer que o espírito é o nosso verdadeiro Eu, diferente do corpo físico que é apenas um aparelho utilizado pelo espírito. Para entender melhor isso, podemos fazer uma simples analogia com um copo com água. O copo, o recipiente onde está contida a água representa o corpo físico. A água, o elemento que está contido no recipiente representa o espírito. O espírito portanto, é a consciência do indivíduo que habita o corpo físico. Ao passo que o corpo físico, é a moradia e a ferramenta utilizada pelo espírito para manifestar ações no plano físico.

O corpo físico é limitado, esgotável e em algum momento morre. O espírito, continua vivo mesmo depois da morte do corpo físico. Porém neste caso, não possui mais sua carga física, o que o coloca no plano astral. Sendo assim, espíritos são seres vivos presentes no plano astral que na maioria das vezes, já foram encarnados antes. Isso não é uma regra, existem vários tipos de espíritos com vários tipos de situações.

Na maioria das vezes, os espíritos ao desencarnarem acabam levando consigo parte da carga energética que tinham quando eram vivos em carne. Isso faz com que muitas vezes, eles assumam comportamentos no astral correspondentes ao que tinham enquanto eram encarnados. Alguns espíritos que passaram por mortes violentas como assassinatos, acidentes e suicídios podem ser mais agressivos e mais confusos no plano astral. É importante saber que isso não são regras, portanto não podemos generalizar todos os espíritos e enquadrá-los rigidamente. Mas na maioria das vezes, isso que ocorre.


Antes de tentar ver espíritos, é importante saber que você pode não estar preparado para isso. Sim, maioria das pessoas não está preparada para esse tipo de prática. Ver espíritos não é algo tão simples e pode acarretar problemas sérios. Então antes de tentar realizar esta técnica, pense bem. Não é recomendável você tentar esta técnica caso você:

  • Nunca tenha tido nenhum tipo de contato espiritual antes;
  • Não tenha um mínimo de sensibilidade energética;
  • Nunca tenha praticado nenhum exercício de clarividência antes;
  • Se sinta depressivo, abalado sentimentalmente ou confuso mentalmente;
  • Tenha tido pesadelos constantes recentemente;
  • Quiser testar se espíritos existem;
  • Tenha medo de ver espíritos;
  • Tenha medo de fantasmas;
  • Tenha medo de gente morta;
  • Tenha qualquer tipo de medo voltado para a espiritualidade.

Atenção! Se você se enquadra em qualquer um dos itens anteriores, não é aconselhável que tente esta técnica. Você pode buscar outras técnicas voltadas para habilidades extrafísicas neste blog. Mas caso você não se enquadre em nenhum dos itens anteriores, é recomendável que antes de realizar a técnica, você faça algumas orações, trace o círculo, faça um exercício de defesa psíquica prévio ou qualquer coisa a depender da sua crença e convicção. Sempre com o intuito de se proteger durante a prática. Se você tiver contato com seus guias espirituais, peça para que eles se façam presente e monitorem sua prática. Vamos lá:

  1. Escolha um ambiente no qual você tenha certeza que há maiores possibilidades de um espírito se fazer presente. Evite cemitérios, funerárias e manicômios;
  2. Queime mirra ou incenso de mirra no ambiente para estimular o ambiente a manifestações espirituais. A fumaça provocada também pode servir como veículo para aproximar suas vibrações energéticas com a dos espíritos;
  3. Sente-se de maneira confortável em postura meditativa, mantenha seus olhos entreabertos e não fechados;
  4. Escolha um ponto em específico para focar a sua visão e olhe fixamente para ele;
  5. Vá aos poucos deixando mais suave a sua visão periférica. Com o tempo que passar nesta condição, já será possível você ver vultos ou até mesmo espíritos. Mas caso nada ocorra ainda, continue seguindo os passos normalmente;
  6. Deixe de lado o ponto em específico que você escolheu focar sua visão. Não foque mais sua visão em ponto algum, mas continue enxergando;
  7. Diga com suas palavras algo como: “Que os espíritos aqui presentes tenham a liberdade e permissão de aparecer visivelmente para mim e mostrar sua presença”;
  8. Espere um pouco e vá prestando atenção nas suas percepções. Caso algo apareça, tente não perder sua concentração. Você poderá ver vultos, pequenos feixes de luz, sombras ou espíritos;
  9. Não demore muito tempo visualizando essas manifestações. Ao terminar, feche os seus olhos e visualize uma luz divina em volta do seu corpo;
  10. Retorne aos poucos a sua postura inicial e abandone a postura meditativa;
  11. Quando terminar totalmente a prática, faça novas orações ou exercícios de defesa psíquica e proteção espiritual.


Uma dica importante é você anotar as suas experiências em um caderno ou em algo do tipo. Assim você terá registros mais detalhados dos seus resultados. Não tenha medo durante a técnica. O medo atrai vibrações deletérias e te deixa mais vulnerável. Esteja confiante, confie nas suas orações e nas suas habilidades. Vale lembrar que exercer esta técnica é um ato de responsabilidade exclusivamente sua.

Texto escrito por Zetrusk, não permitida a cópia. Plágio é crime! Se utilizar algo aqui contido, faça referência.

As imagens foram coletadas na internet por meio de buscadores digitais. O texto e a técnica são de minha autoria.

Texto escrito por Zetrusk, não permitida a cópia. Plágio é crime! Se utilizar algo aqui contido, faça referência.

4 comentários:

Gostou do texto? A leitura contribuiu de alguma forma com seu conhecimento? Faça uma retribuição deixando o seu comentário. Isso é muito importante para ajudar o blog crescer cada vez mais. É também, um gesto de gratidão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...