quarta-feira, 20 de julho de 2016

Rituais de cura

Aprenda a realizar rituais para curar a si mesmo ou outra pessoa que esteja doente. Aprenda a curar doenças físicas ou mentais através de rituais de magia.


Os rituais contidos neste texto estão ligados a crença na dualidade perfeita e na existência do Deus e da Deusa. É um ritual que une os costumes pagãos de bruxaria e o uso da energia do universo.

Grande parte das enfermidades físicas tem origem etérica e energética. Isso porque nosso corpo etérico, ou corpo energético, está diretamente ligado ao nosso corpo físico. O que é danificado lá, acaba muitas vezes, sendo danificado no físico exatamente no mesmo lugar. Além disso, muitas doenças ou problemas corporais, sentimentais ou mentais, podem ser causados por energias externas malfeitoras, oriundas de magia negra, maus olhados, obsessão etc.

No geral, tudo é composto de energia e a forma como a energia se molda e se apresenta determina o que está acontecendo e como estão funcionando as coisas. Nosso corpo também é assim. Toda doença tem uma energia diferente, uma energia enferma. Com a magia podemos trabalhar nestas energias enfermas, tratá-las e até transmutá-las. As curas através da magia funcionam dessa forma, por isso são eficazes.

Mas atenção! O fato de você poder usar magia para se curar não significa que a medicina moderna é inútil e você não precisa dela. Tenha sempre cuidado com a sua saúde em todos os aspectos. Mesmo que você pratique magia para se curar, busque também saber o que está havendo com você e investigar as causas das suas enfermidades. Fique atento para a sua alimentação, prática de exercícios físicos e outros cuidados necessários para uma boa saúde.


Os rituais seguintes têm o objetivo de provocar a cura de diversos tipos de enfermidades, mas antes de realizá-los, é necessário se fazer algumas observações:
  • Você precisa estar em equilíbrio mental e psíquico para que tenha melhor efeito;
  • Evite comidas pesadas, como carne vermelha ou alimentos muito gordurosos no dia que for realizar estes rituais;
  • Sempre tome um banho antes, de preferência faça também uma purificação no banho;
  • Escolha realizar estes rituais sem a presença de outras pessoas que possam te atrapalhar ou ficar dando palpites enquanto você os realiza;
  • Antes de começar, faça uma oração, trace o círculo mágico, faça uma mentalização ou qualquer coisa que venha a te trazer proteção.

Atentos a isso, podemos seguir para os rituais:

Ritual do Círculo da Cura

Este ritual pode ser feito de duas maneiras. A primeira forma que será explicada é para caso o enfermo seja você ou então seja outra pessoa que não esteja presente no momento do ritual. A segunda forma que será explicada é para caso o enfermo seja outra pessoa e esteja presente para fazer parte do ritual.

Você precisará de:

  • 4 velas brancas;
  • Giz, tinta branca ou sal;
  • Sal;
  • 1 atame ou espada previamente consagrado (opcional);
  • 2 vasilhas com água;
  • 1 vasilha vazia;
  • 1 objeto que pertença a pessoa que necessita de cura junto com uma fotografia, caso o ritual seja para uma outra pessoa que não seja você.


Colocando em prática, caso você seja o enfermo, ou outra pessoa que não esteja presente:

Antes de mais nada, lembre-se de seguir as instruções anteriores, como tomar um banho antes de iniciar o ritual por exemplo. Escolha um lugar agradável no qual você não será incomodado durante o processo. Este ritual está ligado ao círculo da cura, um selo simbólico utilizado para curar enfermidades. O selo deve ser desenhado no chão e de maneira correta, simétrica e sem extravagância. Utilize o giz, tinta branca ou sal (alguma coisa branca que não seja açúcar) para desenhar o seguinte símbolo no chão:


Atente-se ao tamanho do desenho, perceba que ele possui dois círculos. Deve haver espaço dentro do círculo interno para caber você sentado e as duas vasilhas com água. Os quatro círculos preenchidos em branco nos quatro cantos também devem ser preenchidos (totalmente pintados) no chão. Sobre cada um desses círculos você colocará uma vela branca.

Você deverá se sentar no meio do círculo interno com as duas vasilhas com água e a vasilha vazia também ali. Lembre-se de ter o atame ou a espada em mãos, caso você possua. Em seu posicionamento, deve haver um círculo com uma vela à sua frente, outro atrás e um de cada lado. Você não precisa ficar muito preocupado com a posição dos círculos quanto aos pontos cardeais, no entanto se você conseguir colocar o círculo da esquerda direcionado para o leste, isso potencializará seu ritual.

Se o ritual for para outra pessoa que não esteja presente você deverá entrar no círculo com um objeto pessoal da pessoa em específico junto com uma fotografia dela. Caso você não possua um atame ou uma espada ritualística, você deverá usar o seu dedo indicador, visualizando uma luz bem brilhante na ponta do dedo enquanto traça o círculo.

Já dentro do círculo e com as vasilhas à sua frente, faça a seguinte oração:

Peço ao universo força e energia para vencer este problema (mentalize a doença) e curar as enfermidades. Que a energia pura do cosmos seja suficiente e atue de maneira eficiente retirando todas as pragas impostas na aura, no corpo energético e no corpo físico, e que uma vez retiradas, nunca mais retornem (visualize as enfermidades já em processo de cura). Que assim seja e que assim se faça!”

Pegue sal e vá jogando aos poucos dentro do círculo interno e depois, dentro do círculo externo em volta de si enquanto diz:

Com este sal sagrado purifico esta região. Em nome dos Deuses, ordeno que todos os espíritos ruins se retirem deste local. Em nome dos Deuses, ordeno que todas as energias negativas se retirem deste local. Em nome dos Deuses, que este lugar seja purificado e consagrado e somente boas energias fluam e circulem por aqui. Que assim seja e que assim se faça!”

Com o atame ou a espada ritualística na mão, aponte-a para a sua esquerda na direção da vela, ainda apagada (você pode estar sentado(a) ou de pé) e diga:

Aqui e agora, com a permissão dos Deuses, hei de traçar um círculo mágico para que nenhuma energia externa se aproxime e atrapalhe o meu ritual. Invoco a energia vital da Deusa para se fazer aqui presente dentro de mim, agindo através de mim.”

Comece a traçar o círculo em sentido horário e enquanto movimenta seu braço, visualize com o máximo de intensidade possível um círculo branco mágico sendo traçado e limitando a área em que você se encontra. Quando seu braço chegar na vela da direita, diga:

Invoco a energia vital do Deus para se fazer aqui presente dentro de mim, agindo através de mim. Que este círculo mágico seja abençoado e consagrado e nenhuma energia negativa o ultrapasse.”

Continue até chegar novamente na vela da esquerda. Ao concluir o círculo sagrado, diga:

Agradeço aos Deuses por me concederem o poder de traçar este círculo. Que ele seja firme e mais uma vez, consagrado nas energias divinas. Que assim seja e que assim se faça!”

Com o círculo pronto, agora você poderá seguir com o ritual. Acenda as quatro velas posicionadas em sua volta, começando pela que se encontra à sua esquerda e seguindo em sentido horário. Sentado(a) dedique cinco minutos para uma meditação prévia, na qual você entrará em contato com o cosmos. Visualize a energia divina do universo descendo sobre você, se acumulando no seu corpo. Quando se sentir pronto, erga a sua mão esquerda para cima e visualize a energia descendo pela sua mão e se espalhando pelo seu braço. Faça isso por, pelo menos, dois minutos, enquanto diz:

Que a energia do polo feminino, desça sobre minha mão e traga a cura em sua pureza e sacralidade. Que eu receba por essa mão a cura para todas as enfermidades, que assim seja e que assim se faça.”

Ao terminar, coloque a sua mão esquerda em uma das vasilhas com água (coloque a mão submersa na água) à sua frente e diga:

Que esta água seja purificada para servir como veículo de cura. Que a energia recebida do cosmos pelos Deuses, seja concentrada aqui e esta água se torne abençoada e sagrada. Que assim seja e que assim se faça!”

Permaneça com a mão na água enquanto ergue sua mão direita para o alto. Visualize a energia descendo pela sua mão e se espalhando pelo seu braço. Faça isso por, pelo menos, dois minutos, enquanto diz:

Que a energia do polo masculino, desça sobre minha mão e traga vitalidade e proteção para auxiliar e complementar a energia de cura. Que eu receba por essa mão a energia que fortalece os enfermos e os ajuda a superar as suas enfermidades. Que assim seja e que assim se faça!”

Ao terminar, coloque a sua mão direita na outra vasilha com água (coloque a mão submersa na água) à sua frente e diga:

Que esta água seja purificada para servir como veículo de cura. Que a energia recebida do cosmos pelos Deuses, seja concentrada aqui e esta água se torne abençoada e sagrada. Que assim seja e que assim se faça!”

Após isso, feche os seus olhos e mentalize a água contida nas duas vasilhas brilhando e se tornando luz. Faça isso por uns cinco minutos. Esteja sempre ciente que a cura está contida na água e que uma vasilha possui o polo feminino e a outra o polo masculino. A união dessas duas energias é o que será usado para causar a transformação e a transmutação, provocando a cura.

Retire suas mãos molhadas das vasilhas e passe uma na outra, a fim de misturar as duas águas. Lave bem as duas mãos com as águas contidas nas duas vasilhas. Só depois disso, deverá pegar o conteúdo contido nas duas vasilhas e jogar ao mesmo tempo, devagar, dentro da vasilha vazia. Não tenha pressa e lembre-se de visualizar as duas energias se misturando ali dentro.

Ao terminar, sua água da cura estará pronta, dentro do círculo da cura. Molhe suas mãos nela e retire suas mãos molhadas. Passe as mãos molhadas nas regiões que necessitam de cura. Pegue o quanto de água quiser e que achar necessário. Você sentirá no mesmo instante, a energia agindo sobre seu corpo onde você passar a água. É a cura já acontecendo. Lembre-se de visualizar e tentar sentir ainda mais o que está ocorrendo. Isso lhe trará mais resultados.

Demore o quanto quiser distribuindo a água no seu corpo. Mas lembre-se do que foi dito no início desse texto: boa parte das doenças tem origem no corpo energético. Lembre-se de visualizar a água e a cura agindo nesse corpo energético também. Se a sua doença ou enfermidade for mental, lave seu rosto com a água, bem como todo o seu pescoço, inclusive a nuca. Depois derrame um pouco da água sobre sua cabeça, se banhando com ela.

Caso o ritual seja para outra pessoa que não esteja presente, goteje um pouco da água no objeto pessoal e na fotografia que você tiver em mãos, visualize a cura acontecendo.

Após satisfeito, faça a seguinte oração de agradecimento:

Agradeço aos Deuses por me darem permissão de realizar essa cura, fornecendo a energia do cosmos em todas as suas polaridades para que tudo ocorresse bem, com as bençãos divinas. Que essa cura seja muito bem aproveitada e que as enfermidades sejam retiradas e não retornem. Que assim seja e que assim se faça!”

Pegue novamente o atame ou a espada ritualística (novamente, se você não tiver, poderá utilizar o dedo indicador visualizando uma energia bem luminosa na ponta do dedo). Você poderá estar sentado ou de pé. Aponte para o lado esquerdo na direção da vela acesa e diga:

Em nome da Deusa, hei de desfazer este círculo mágico enviando suas energias de volta para o universo.”

Desfaça o círculo em sentido anti-horário e quando chegar na vela da direita diga:

Em nome do Deus, hei de desfazer este círculo mágico enviando suas energias de volta para o universo.”

Conclua até chegar na direção esquerda novamente. Ao terminar de desfazer o círculo, apague todas as velas, começando com a vela da esquerda e em sentido anti-horário. Faça um agradecimento pessoal aos Deuses e ao cosmos. Está terminado o ritual. A água que sobrar você poderá armazenar em uma garrafa ou pote a fim de utilizá-la outras vezes. Mas quanto mais o tempo passar, ela perderá o efeito de cura. Você pode desfazer o círculo da cura também, varrendo o sal e limpando a tinta, caso tenha usado. Os objetos pessoais e fotografias podem ser devolvidos para o dono.

Colocando em prática o mesmo ritual, caso o enfermo seja outra pessoa que esteja presente durante o procedimento:

Se a pessoa não for você e ela estiver presente para fazer parte do ritual, então a primeira coisa a saber é que ela quem deverá entrar no círculo interno e não você. E além disso, você terá que traçar um terceiro círculo em volta do círculo da cura. Este terceiro círculo deverá ser feito com sal. Portanto, ficará da seguinte forma:


Você deverá circular na área limitada por esse último círculo, enquanto for realizando o ritual. Por conta disso, atente-se bem ao tamanho do desenho que você for fazer. As velas ficarão posicionadas nos círculos preenchidos, como na versão anterior.

Lembre-se de seguir as instruções anteriores, como tomar um banho antes de iniciar o ritual por exemplo. Isso vale tanto para você como para a pessoa que necessita de cura. Escolha um lugar agradável no qual vocês não serão incomodados durante o processo.

O paciente deverá permanecer sentado no círculo interno com as duas vasilhas com água e a vasilha vazia também ali. Lembre-se de ter o atame ou a espada em mãos, caso você possua. O enfermo deve estar posicionado de tal forma que deve haver um círculo com uma vela à sua frente, outro atrás e um de cada lado. Você não precisa ficar muito preocupado com a posição dos círculos quanto as pontos cardeais, no entanto se você conseguir colocar o círculo da esquerda direcionado para o leste, isso potencializará seu ritual.

Caso você não possua um atame ou uma espada ritualística, você deverá usar o seu dedo indicador, visualizando uma luz bem brilhante na ponta do dedo enquanto traça o círculo.

Com o paciente já dentro do círculo e com as vasilhas à sua frente, faça a seguinte oração:

Peço ao universo força e energia para vencer este problema (mentalize a doença) na vida de [nome da pessoa] e curar as suas enfermidades. Que a energia pura do cosmos seja suficiente e atue de maneira eficiente retirando todas as pragas impostas na aura, no corpo energético e no corpo físico de [nome da pessoa] e que uma vez retiradas, nunca mais retornem (visualize as enfermidades já em processo de cura). Que assim seja e que assim se faça!”

Pegue sal e vá jogando aos poucos dentro do círculo interno, depois, dentro do círculo externo ao paciente em volta dele enquanto circula. Vá jogando também na região do terceiro círculo que você fez em volta do selo enquanto diz:

Com este sal sagrado purifico esta região. Em nome dos Deuses, ordeno que todos os espíritos ruins se retirem deste local. Em nome dos Deuses, ordeno que todas as energias negativas se retirem deste local. Em nome dos Deuses, que este lugar seja purificado e consagrado e somente boas energias fluam e circulem por aqui. Que assim seja e que assim se faça!”

Com o atame ou a espada ritualística na mão, fique na posição esquerda do paciente de costas para ele direcionando o atame ou a espada ritualística na direção do círculo de sal em volta do selo e diga:

Aqui e agora, com a permissão dos Deuses, hei de traçar um círculo mágico para que nenhuma energia externa se aproxime e atrapalhe o meu ritual. Invoco a energia vital da Deusa para se fazer aqui presente dentro de mim, agindo através de mim. A fim de ser obtida a cura para [nome da pessoa].”

Comece a traçar o círculo mágico circulando em sentido horário e enquanto se movimenta, visualize com o máximo de intensidade possível um círculo branco mágico sendo traçado e limitando a área em que você se encontra. Quando você chegar na direita do paciente, diga:

Invoco a energia vital do Deus para se fazer aqui presente dentro de mim, agindo através de mim. A fim de ser obtida a cura para [nome da pessoa]. Que este círculo mágico seja abençoado e consagrado e nenhuma energia negativa o ultrapasse.”

Continue circulando até retornar à esquerda do paciente. Ao concluir o círculo sagrado diga:

Agradeço aos Deuses por me concederem o poder de traçar este círculo, que ele seja firme e mais uma vez, consagrado nas energias divinas. Que assim seja e que assim se faça!”

Com o círculo pronto, agora você poderá seguir com o ritual. Acenda as quatro velas posicionadas em volta do paciente, começando pela que se encontra à esquerda e seguindo em sentido horário. Sente-se de frente para o paciente e peça para que juntos vocês façam uma pequena meditação prévia de cinco minutos na qual vocês entrarão em contato com o cosmos. Visualize a energia divina do universo descendo sobre você, se acumulando no seu corpo. Quando se sentir pronto, erga a sua mão esquerda para cima e com sua mão direita, segure a mão esquerda do paciente. Visualize a energia descendo pela sua mão, se espalhando pelo seu braço e sendo transmitida para o paciente através da sua outra mão. Faça isso por, pelo menos, dois minutos, enquanto diz:

Que a energia do polo feminino, desça sobre minha mão trazendo a cura em sua pureza e sacralidade e passe sutilmente para o corpo de [nome da pessoa]. Que a cura para todas as enfermidades venha do universo e circule por nossos corpos, que assim seja e que assim se faça!”

Ao terminar, coloque a sua mão direita, junto com a mão esquerda do paciente em uma das vasilhas com água (coloque a mão do paciente submersa na água) à sua frente e diga:

Que esta água seja purificada para servir como veículo de cura. Que a energia recebida do cosmos pelos Deuses, seja concentrada aqui e esta água se torne abençoada e sagrada. Que assim seja e que assim se faça!”

Solte a mão do paciente e o diga para permanecer com a mão na água enquanto ergue sua mão direita para o alto. Com a mão esquerda segure a mão direita do paciente. Visualize a energia descendo pela sua mão, se espalhando pelo seu braço e sendo transmitida para o paciente através da outra mão. Faça isso por, pelo menos, dois minutos, enquanto diz:

Que a energia do polo masculino, desça sobre minha mão trazendo vitalidade e proteção e passe para o corpo de [nome da pessoa] para auxiliar e complementar a energia de cura. Que a energia que fortalece os enfermos e os ajuda a superar as suas enfermidades flua por nossos corpos. Que assim seja e que assim se faça!”

Ao terminar, coloque a sua mão esquerda junto com a mão direita do paciente na outra vasilha com água (coloque a mão do paciente submersa na água) à sua frente e diga:

Que esta água seja purificada para servir como veículo de cura. Que a energia recebida do cosmos pelos Deuses, seja concentrada aqui e esta água se torne abençoada e sagrada. Que assim seja e que assim se faça!”

Após isso, coloque novamente sua mão direita junto com a mão esquerda do paciente na vasilha com água. Sinta a água com suas duas mãos. Feche os seus olhos e mentalize a água contida nas duas vasilhas brilhando e se tornando luz. Faça isso por uns cinco minutos. Esteja sempre ciente que a cura está contida na água e que uma vasilha possui o polo feminino e a outra o polo masculino. A união dessas duas energias é o que será usado para causar a transformação e a transmutação, provocando a cura.

Retire suas mãos molhadas das vasilhas e passe uma na outra, a fim de misturar as duas águas nas suas mãos. Peça ao paciente para fazer o mesmo, lavando bem as mãos. Depois disso, peça ao paciente para pegar o conteúdo contido nas duas vasilhas e jogar ao mesmo tempo, devagar, dentro da vasilha vazia. Diga para ele fazer isso devagar enquanto você visualiza as duas energias se misturando dentro da terceira vasilha.

Ao terminar, a água da cura estará pronta, dentro do círculo da cura. Molhe suas mãos nela e retire suas mãos molhadas. Passe as mãos molhadas nas regiões do paciente que necessitam de cura. Pegue o quanto de água quiser e que achar necessário. Através da sua intuição, haverá locais pelos quais você pressentirá que necessitam de ação espiritual, poderá passar a água nesses locais também. Caso o paciente deseje, ele mesmo pode passar a água nas regiões enfermas.

Leve o tempo que for necessário para realizar a cura. Mas lembre-se do que foi dito no início desse texto: boa parte das doenças tem origem no corpo energético. Lembre-se de visualizar a água e a cura agindo nesse corpo energético também. Se a doença ou enfermidade for mental, peça para o paciente lavar o rosto com a água, bem como todo o seu pescoço, inclusive a nuca. Depois derrame um pouco da água sobre a cabeça e as costas dele.

Ao término, faça a seguinte oração de agradecimento:

Agradeço aos Deuses por me darem permissão de realizar essa cura, fornecendo a energia do cosmos em todas as suas polaridades para que tudo ocorresse bem, com as bençãos divinas. Que essa cura seja muito bem aproveitada e que as enfermidades sejam retiradas e não retornem. Que assim seja e que assim se faça!”

Pegue novamente o atame ou a espada ritualística (novamente, se você não tiver, poderá utilizar o dedo indicador visualizando uma energia bem luminosa na ponta do dedo). Fique na posição esquerda do paciente de costas para ele e direcione o atame ou a espada ritualística sobre o círculo em volta do selo e diga:

Em nome da Deusa, hei de desfazer este círculo mágico enviando suas energias de volta para o universo.”

Desfaça o círculo em sentido anti-horário e quando chegar à direita do paciente diga:

Em nome do Deus, hei de desfazer este círculo mágico enviando suas energias de volta para o universo.”


Continue circulando até retornar à esquerda do paciente. Ao terminar de desfazer o círculo, apague todas as velas, começando com a vela da esquerda e em sentido anti-horário. Faça um agradecimento pessoal aos Deuses e ao cosmos. Está terminado o ritual. A água que sobrar você poderá armazenar em uma garrafa ou pote e entregar de presente para o paciente a fim dele poder utilizá-la outras vezes. Mas quanto mais o tempo passar, ela perderá o efeito de cura. Você pode desfazer o círculo da cura também, varrendo o sal e limpando a tinta, caso tenha usado. Os objetos pessoais e fotografias podem ser devolvidos para o dono.

Algumas observações:

  • Este ritual é uma prática séria. Você lidará com cura, então não se distraia ou tente se aproveitar disso para cometer abusos;
  • A água pode ser ingerida caso a enfermidade seja algo bastante interno do corpo ou tenha a ver com o sistema digestivo ou alimentação. Mas ao terminar o ritual, esta água não poderá mais ser ingerida;
  • Você pode utilizar a influência da Lua para potencializar ainda mais seu ritual. Neste caso, faça o ritual quando a Lua estiver minguante;
  • Você pode utilizar um incenso para potencializar ainda mais seu ritual. Neste caso escolha entre: Alfazema, Jasmim, Lavanda ou Pacholi.


Usar a magia para cura é uma prática bela e magnífica. Curar os outros é um passo para curar a si mesmo.

Texto escrito por Zetrusk, não permitida a cópia. Plágio é crime! Se utilizar algo aqui contido, faça referência.

Parte das imagens foram coletadas na internet por meio de buscadores. Os símbolos foram totalmente desenhados por mim através de um software.

Texto escrito por Zetrusk, não permitida a cópia. Plágio é crime! Se utilizar algo aqui contido, faça referência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou do texto? A leitura contribuiu de alguma forma com seu conhecimento? Faça uma retribuição deixando o seu comentário. Isso é muito importante para ajudar o blog crescer cada vez mais. É também, um gesto de gratidão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...